Planeta Atlântida: pré-venda de ingressos com preços promocionais inicia amanhã



Está chegando a hora: planetários poderão adquirir ingressos antecipados em www.planetaatlantida.com.br


Crédito: Jefferson Bernardes / Agência Preview

Faltando pouco mais de dois meses para o início do evento mais esperado do verão do sul do país, os planetários já podem começar a se preparar e garantir os primeiros lugares no Planeta Atlântida 2018. A pré-venda de ingressos inicia nesta sexta-feira, dia 24 de novembroA partir das 10h, o público em geral poderá garantir entradas com valores promocionais para o festival que vai agitar mais uma vez a Saba, em Atlântida, com atrações musicais e muitas experiências inesquecíveis nos dias 2 e 3 de fevereiro.

As entradas poderão ser adquiridas em www.planetaatlantida.com.br e estarão disponíveis separadamente, por data, ou em formato de passaporte para os dois dias de evento. Os preços deste lote promocional variam de R$ 180 a R$ 580 no pagamento inteiro e há desconto de meia-entrada com opções de R$ 90 a R$ 440. Será permitido adquirir até quatro ingressos por CPF – limitado a um de meia-entrada. A compra poderá ser parcelada em até três vezes sem juros, em todas as bandeiras, exceto Hiper. Confira o serviço completo abaixo.

A pré-venda com preços promocionais é limitada, válida somente até atingir o volume de ingressos disponíveis neste lote promocional, e com compras apenas pela internet. A venda geral terá início no dia 4 de dezembro e estará disponível online e também nos pontos de vendas físicos.

23a edição do festival é uma realização do Grupo RBS e da DC Set Promoções e tem patrocínio de Renner e Schin. Quem quiser ficar ligado nas novidades sobre a próxima edição do evento, pode acompanhar as redes oficiais do Planeta Atlântida e se conectar pela hashtag #SOQUEMVAISABE.


SERVIÇO
PLANETA ATLÂNTIDA 2018
Dias 2 e 3 de fevereiro
Sexta e sábado
Saba (Avenida Interbalneários, 413 – Centro – Praia de Atlântida – Rio Grande do Sul)

Classificação etária: evento sujeito à classificação indicativa

PRÉ-VENDA COM VALORES PROMOCIONAIS
A partir das 10h do dia 24 de novembro de 2017

VENDAS PELA INTERNET COM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA


IngressosInteiroMeia-entrada*
Arena (individual)R$ 180,00R$ 90,00
Arena (passaporte)R$ 300,00R$ 150,00
Camarote (individual)R$ 370,00R$ 260,00
Camarote (passaporte)R$ 580,00R$ 440,00

*A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:
- IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.
- ESTUDANTES Carteira de Estudantes regularmente matriculados em instituição de ensino, pública ou privada, com as seguintes informações:
Nome completo e data de nascimento do estudante;
Foto recente do estudante no documento;
Nome da instituição de ensino na qual o estudante esteja matriculado;
Grau de escolaridade;
Data de validade até o dia 31 de março do ano subsequente ao de sua expedição (validade até 31 de março de 2018).
- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.
- JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto. 
Atenção: Os documentos que comprovam a condição do benefício da meia-entrada serão exigidos na retirada do ingresso e no momento do acesso ao evento.

Formas de pagamento: em até três vezes sem juros nos cartões de crédito, exceto Hiper.

Instagram: @planetaatlantida


Continue Lendo...

Epica: anuncia oito datas da “THE ULTIMATE PRINCIPLE TOUR” no Brasil

foto: Tim Tronckoe


Acabou o mistério! A banda holandesa Epica, um dos nomes mais importantes do heavy metal mundial na atualidade, orgulhosamente anuncia todas as datas de longa e importante nova turnê pela América do Sul com passagem por oito capitais do Brasil.

Com o prestigio de estar realizando extensa e bem-sucedida turnê pelas principais casas de espetáculos da Europa, Simone Simons (vocal), Mark Jansen (guitarra/vocal), Coen Janssen (synth/piano), Ariën van Weesenbeek (bateria/vocal), Isaac Delahaye (guitarra) e Rob van der Loo (baixo) retornam com a turnê promocional aclamado novo álbum “The Holographic Principle” (Nuclear Blast).

Estamos muito felizes em anunciar que estamos de volta e prontos para estrear em algumas cidades do Brasil! Eu já havia comentei com nossos fãs, que estávamos programando algo grandioso e ai está! Estamos extremamente ansioso para curtir a festa com todos vocês”, declarou Mark Jansen.

A “THE ULTIMATE PRINCIPLE TOUR” consiste nas seguintes datas:
02/03 – Landia – Montevidéu, Uruguai
03/03 - Teatro Caupolicán - Santiago, Chile
04/03 - Teatro Flores - Buenos Aires, Argentina
06/03 - Teatro del Huerto - Salta, Argentina
09/03 - Music Hall - Belo Horizonte, Brasil
10/03 - Tropical Butantã - São Paulo, Brasil
11/03 - Circo Voador - Rio de Janeiro, Brasil
13/03 – Opinião - Porto Alegre, Brasil
14/03 - Spazio Van - Curitiba, Brasil
16/03 - Teatro Manauara - Manaus, Brasil
17/03 – Armazém - Fortaleza, Brasil
18/03 - Clube Português do Recife - Recife, Brasil

A venda oficial de ingressos e pacotes VIPs começam nesta sexta-feira (24/11) via www.epica.nl/tour.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/epica
https://www.facebook.com/liberationmcofficial
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR




Enviado por The Ultimate Music Press

Continue Lendo...

Apocalyptica: abrindo a tour brasileira em Porto Alegre - Primeira vez na capital gaúcha


Iniciou na noite de ontem, dia 21 de novembro, a tour brasileira da banda finlandesa Apocalyptica.

Após cinco anos, os finlandeses voltaram ao país. Esta é a terceira vinda do grupo ao Brasil;  mas foi o debut dos finlandeses em Porto Alegre.

A apresentação da banda, que já contabiliza mais de duas décadas de estrada, faz parte da tour comemorativa dos 20 anos de lançamento do disco "Plays Metallica By Four Cellos (1996)", álbum de estreia do grupo, que os tornou conhecidos mundialmente.

Um retorno às origens, já que hoje em dia a banda produz material autoral habitualmente.

A performance, sem banda de abertura, que começou pontualmente, iniciou com Eicca Toppinen, Paavo Lötjönen, Perttu Kivilaakso e Antero Manninen, abre aspas, quatro cellos e três membros fundadores da banda juntos no mesmo palco.



Quando os primeiros acordes de "Enter Sandman" iniciaram o público ficou petrificado. Assistir Apocalyptica na capital gaúcha, até há pouco tempo atrás, era algo impensável.

Isso acrescido da qualidade musical assombrosa dos músicos, solos enlouquecedores. Isso sem falar na acústica e iluminação, igualmente de qualidade do Opinião Bar, mas isso já é notório.

A primeira parte do show, totalmente acústica, foi dedicada ao primeiro álbum dos finlandeses, álbum de releituras da banda de thrash metal Metallica que foi executado integralmente. Depois de um breve intervalo, de aproximadamente dez minutos, a banda retorna ao palco e dessa vez acompanhados pelo baterista Mikko Sirén. E mais composições do Metallica, que foram incluidas em outros álbuns do grupo, foram executadas. (Veja o setlist abaixo)


O público que encheu o andar térreo da icônica casa de shows gaúcha era bem heterogêneo, das mais variadas faixas etárias. Público que cantou as músicas executadas desde o início com os finlandeses que mostram, há quase 25 anos, que o rock e o heavy metal podem ter elementos clássicos.

Um show que agradou os fãs da banda de Symphonic Metal/ Cello Metal criada em 1993 por músicos que se juntaram para fazer, por diversão, arranjos com violoncelos, sem pretensão de durar tantos anos e sem pretensão de vender milhões de discos.

Um show que agradou, igualmente, os fãs do Metallica, pois as releituras deles são primorosas. Enfim, agradou os fãs de ambas as bandas e principalmente os fãs de boa música, retifico, fãs de ótima música.



Setlist:

1. Enter Sandman
2. Master of Puppets
3. Harvester of Sorrow
4. The Unforgiven
5. Sad but True
6. Creeping Death
7. Wherever I May Roam
8. Welcome Home (Sanitarium)
Intervalo
9. Fade to Black
10. For Whom the Bell Tolls
11. Fight Fire With Fire
12. Until It Sleeps
13. Orion
14. Escape
15. Battery
16. Seek & Destroy
17. Nothing Else Matters
18. One


A banda terminou o show, que teve quase duas horas de duração, prometendo retornar em breve.

Esperamos que dá próxima vez, esse expoente da música mundial, também mostre suas músicas autorais.

A tour brasileira ainda passa por Belo Horizonte (23) e Curitiba (24), com encerramento na capital paulista no dia 26.

Se você tiver a oportunidade de vê-los, não perca.
Foi um dos melhores shows do ano de 2017 aqui em Porto Alegre.

O Apocalyptica encerrou a série de shows de 2017 da Abstratti Produtora, produtora responsável pelo evento em Porto Alegre. Um fechamento em grande estilo.

Fotos: Sônia Butelli

Veja mais fotos do show no link a seguir.
https://www.flickr.com/photos/141777721@N07/albums



Continue Lendo...

Zakk Sabbath: perpetuando a obra do BS com maestria em POA




O Zakk Sabbath, formado pelo power trio, abre aspas, um dos mais respeitados da cena - guitarrista e vocalista Zakk Wylde (Black Label Society e Ozzy Osbourne), pelo baixista Blasko (Ozzy Osbourne e Rob Zombie) e pelo baterista Joey Castillo (Eagles Of Death Metal), Queen of The Stone Age, ex- Danzing, Bl’ast! e Scott Weiland and theWildabouts) - fez cinco shows no Brasil, com apresentações em Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Falando sobre o show realizado na última quarta-feira, dia 15 de novembro em Porto Alegre, o público quase lotou as dependências do Opinião Bar, tradicional casa de shows da capital gaúcha.



A performance iniciou exatamente às 21h06. Foram quase duas horas de Black Sabbath.
O repertório contou com hits como "Children of the Grave" e "War Pigs", mas também apresentou algumas músicas do lado B do BS, se é que é correto falar assim, em se tratando da maior banda de heavy metal de todos os tempos.

Faltaram algumas músicas no set como "Paranoid", "Iron Man", "Sabbath Bloody Sabbath", mas o público presente, pareceu bem satisfeito com a performance arrasadora dos músicos.

Foi um show para apreciadores do BS, do Black Label Society para apreciadores do rock, do metal, enfim, de boa música.
Zakk frequentemente subia encima de uma espécie de mini palco, que fez o gigante Zakk, ficar maior ainda.

O músico interagiu pouco com o público,  isso no sentido de conversar; mas ele interagiu muito através da sua música. E ficou bem próximo dos fãs,  o músico desceu do palco e foi para a barricada diversas vezes, para o delírio dos mesmos.



Zakk destrói tudo, arrebata todos com seus solos inconfundíveis; toca como poucos, mas também canta muito bem, fato já comprovado na sua banda solo. Toca com a guitarra nas costas, toca com a boca, perdão do trocadilho, mas deixa todos boquiabertos com a sua performance.

Com certeza, o Zakk Sabbath faz juz à banda que homenageia; a banda tributo está à altura do lendário Black Sabbath. Como bem disse Zakk: "Black Sabbath só mostra como a música é atemporal e estamos aqui para perpetuar ainda mais esta obra”.

Quando o público começou a ouvir a conhecida sirene de "War Pigs" foi um misto de alegria e tristeza, pois era sabido que chegara ao fim o show, mas a euforia tomou conta dos presentes que cantaram a plenos pulmões o hino do BS e o show encerrou com todos satisfeitos.




Setlist:

Supernaut
Snowblind
A National Acrobat
Intermission
Children of the grave
Lord of this world
Intermission
Under the Sun / Every Day Comes and Go
Wicked World
Fairies Wear Boots
Into the Void
Hand of Doom
Behind the Wall of Sleep
N.I.B.
War Pigs

Agradecimentos à The Ultimate Music Press

Fotos: Sônia Butelli
https://www.flickr.com/photos/141777721@N07/albums

Zakk Wylde retornou, recentemente, à banda que acompanha Ozzy Osbourne. Em 2018, farão a tour oficial de despedida da banda.



Mais fotos, em breve, no Whiplash.Net

Continue Lendo...

Magma: lendária banda francesa faz show de estreia no Brasil, em SP, no próximo domingo



Um dos nomes mais inovadores, ecléticos e impressionantes da música mundial, a lendária banda francesa Magma desembarca esta semana  na América do Sul com a “The Endless tour – Part III”. A única apresentação no Brasil está confirmada para o próximo domingo (26/11), no Carioca Club, em São Paulo.

Os ingressos continuam à venda na bilheteria do Carioca Club, no site do Clube do Ingresso Clube do Ingresso e pontos autorizados na capital paulista, Barueri, Carapicuiba, Jandira, Osasco, Santo André, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, Curitiba e Rio de Janeiro capital paulista, Barueri, Carapicuiba, Jandira, Osasco, Santo André, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, Curitiba e Rio de Janeiro . Mais informações no serviço abaixo.

No repertório, Christian Vander - Zebëhn Straïn de Geustaah (bateria/vocais/percusão), Stella Vander - Tauhd Zaïa (vocal/percussão), Isabelle Feuillebois - Enör Zanhka (vocal), Hervé Aknin (vocal), Rudy Blas - Staiïss Ësslëhnt (guitarra), Jérome Martineau-Ricotti (piano), Benoît Alziary (vibraphone) e Philippe Bussonet - Gëhnohr Dügohnn (baixo) vão apresentar clássicos  da carreira, além das principais novas composições.

Estamos felizes em voltar ao Chile e ainda mais em poder tocar, pela primeira vez, na Argentina e no Brasil. Sabemos que vocês são apaixonados, respeitosos e curiosos pela boa música. Será uma alegria maravilhosa poder apresentar nosso show a vocês”, declarou o fundador e compositor principal Christian Vander.

Com riffs rodando em assinaturas de tempo ímpar, arranjos de coro teatral, guitarras distorcidas, retratam uma sonoridade bombástica e minimalista (às vezes ambos ao mesmo tempo), escura e melancólica, aventureira e angelical, jazzy ou clássica, mas sempre altamente inovadora e original. 

Fundado em 1969, em Paris, o Magma derivou sua inspiração de uma “visão do futuro espiritual e ecológico da humanidade”, que perturbou profundamente Christian Vander, músico autodidata, que recebeu algumas dicas da lenda do tambor, Elvin Jones. 



Um aspecto distinto da música do Magma é que Vander realmente inventou uma linguagem construída, Kobaïan, em que a maioria das letras são cantadas. Supostamente, Christian Vander também é altamente influenciado pelo trabalho da lenda do jazz John Coltrane.

Claramente, o Magma é um dos mais influentes de todas as bandas francesas. Com 12 discos lançados, o mais recente “Rïah Sahïltaahk” (2014), eles seguem mantendo um legado que desafia qualquer uma das classificações e conveniente de rock, operando em vez de um reino de sua própria criação e atemporal!

Links relacionados:
https://www.facebook.com/zeuhlwortzmekanik
https://www.facebook.com/overloadbrasil
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR




SERVIÇO SÃO PAULO
Overload orgulhosamente apresenta Magma pela primeira vez no Brasil
Data: 26 de novembro de 2017 (domingo)
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 - Pinheiros (próximo ao metrô Faria Lima)
Abertura da casa: 18h30 | Início do show: 20h
Imprensa: press@theultimatemusic.com
Classificação etária: 16 anos. 14 e 15 anos: entrada permitida acompanhado de responsável legal maior de idade, mediante apresentação de documento oficial
Estacionamento: locais próximos sem convenio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria
Evento Fb: https://www.facebook.com/events/705667929623466

SETORES/VALORES
Pista promocional*/estudante: R$ 120,00
Camarote promocional*/estudante: R$ 180,00
*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

COMPRA PELA INTERNET – http://www.clubedoingresso.com/magma
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club

Informações e compra de ingressos (ponto de venda sem taxa de conveniência):
# Bilheteria do Carioca Club
# Pontos autorizados em São Paulo, Barueri, Carapicuiba, Jandira, Osasco, Santo André, São Caetano do Sul, São José do Rio Preto, Curitiba e Rio de Janeiro (http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar)

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.


Enviado por The Ultimate Music Press
Continue Lendo...

Apocalyptica: acontece hoje o primeiro show dos finlandeses na capital gaúcha

Crédito: Ville Juurikkala 

Acontece hoje, dia 21/11, o primeiro show dos finlandeses do Apocalyptica em Porto Alegre. A apresentação, que faz parte da tour comemorativa aos 20 anos de lançamento do disco Plays Metallica By Four Cellos (1996), é no Opinião (José do Patrocínio, 834), às 21h. Saiba mais clicando aqui.


No álbum de estreia, o grupo europeu aposta em releituras para músicas do quarteto estadunidense responsável por obras como Ride the LightningMaster of Puppets...And Justice for All e Metallica (Black Album).
O grande diferencial das versões feitas pelo Apocalyptica é o uso de instrumentos comuns na música erudita, como o violoncelo.
Os ingressos para a apresentação na capital gaúcha estão no segundo lote.


::: SERVIÇO APOCALYPTICA:::
Local
Classificação etária:
14 anos
Quando
Terça, dia 21 de novembro, às 21h
Cronograma
19h – abertura da casa
21h – APOCALYPTICA
Ingressos
Segundo lote
Promocional – R$ 145,00 *
Meia-entrada – R$ 140,00 **
Inteira – R$ 280,00
Terceiro lote
Promocional – R$ 165,00 *
Meia-entrada – R$ 160,00 **
Inteira – R$ 320,00
* Valor reduzido, por promoção, mediante doação de 1kg de alimento não-perecível ou um agasalho que devem ser entregues na entrada do evento.
** 50% de desconto para estudantes e idosos. Para o benefício da meia-entrada  é necessário apresentar comprovação no dia do evento, ao acessar o local do show. Os documentos aceitos como válidos estão determinados no artigo 4º da Lei Estadual 14.612/14.
HotPass: R$ 40,00
 Os compradores do HotPass têm direito a entrar 30min antes dos portões abrirem para o público geral. Por isso, pedimos a quem adquirir esse tipo de acesso que esteja às 18h na entrada principal da casa de shows (sem necessidade de fila) para acessar o local às 18h30min.
ATENÇÃO: O HotPass só é válido junto ao ingresso. Sozinho, ele não dá direito ao benefício.

Pontos de venda:Online www.blueticket.com.br (em até 6x no cartão)
Lojas
SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA:
Youcom – Bourbon Wallig, 3º piso. Fone: (51) 3206-5490.
COM TAXA DE CONVENIÊNCIA (R$5,00):
Youcom — Bourbon Ipiranga, 1º piso. Fone: (51) 3206-5492.
Youcom — Shopping Total. Fone: (51) 3206-5452.
Youcom — Shopping Praia de Belas, 3º piso. Fone: (51) 3206-5530.
Youcom — Shopping Iguatemi, 2º piso. Fone: (51) 3206-5820.
Youcom — Barra Shopping, térreo. Fone: (51) 3206-5423.
Youcom — Novo Hamburgo (Av. Nações Unidas, 2001, segundo piso), lojas
2086/2090 | Bairro Rio Branco. Fone: (51) 3206-5540.
Youcom — Shopping Canoas. Fone (51) 3206-5435.
Youcom — Bourbon Shopping São Leopoldo (Rua Primeiro De Março, 821, bairro Centro).
Multisom — Rua dos Andradas nº1001.
Multisom —  Shopping Bourbon de São Leopoldo.
IMPORTANTE:
A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais.
Será expressamente proibida a entrada de câmeras fotográficas profissionais e semiprofissionais, bem como filmadoras de qualquer tipo.

Continue Lendo...

Os Paralamas do Sucesso: show em POA nesta sexta-feira no Auditório Araújo Vianna



Com realização da Opus Promoções, Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone interpretam no palco do Auditório Araújo Vianna as canções do primeiro disco de inéditas depois de oito anos de hiato, além de grandes sucessos

Crédito: Mauricio Valladares

Com mais de 35 anos de estrada, Os Paralamas do Sucesso acabam de lançar seu 13o disco, Sinais do Sim, o primeiro de inéditas depois de oito anos. A banda vem a Porto Alegre nesta sexta-feiradia 24 de novembro, às 21h, para interpretar ao vivo, no palco do Auditório Araújo Vianna, as faixas que integram o novo álbum e clássicos que têm embalado gerações. Ainda há ingressos à venda em todos os setores. Confira o serviço completo abaixo.

Além da voz e a guitarra de Herbert Vianna, o baixo de Bi Ribeiro e a bateria de João Barone, o show ainda terá participação de João Fera nos teclados, Bidu Cordeiro no trombone e Monteiro Jr. no sax. Na apresentação dirigida por José Fortes, com imagens e conteúdo de Batman Zavarese e iluminação de Marcos Olivo, o  grupo mostrará na cidade toda a sua pegada rock’n’roll, falando de temas recorrentes no novo trabalho, como amor, otimismo e a situação atual do país.

ESPERANÇA E EXPERIÊNCIA
Por Fred Coelho, professor de Literatura e pesquisador da PUC-RIO

Após centenas de capitais e cidades ao redor do mundo, Sinais do Sim é lançado para confirmar o que todos sempre souberam: Herbert Vianna, Bi Ribeiro, João Barone e seus parceiros de banda e de vida são infinitos. Tal longevidade em um país como o nosso – e de uma banda, inteira, não apenas de um nome sobrevivente – é uma conquista rara. Com este novo trabalho, a fidelidade ao rock brasileiro e universal que eles inventaram permanece impecável. Os três, do começo ao fim.

Essa permanência abriu caminhos para que seus músicos não cessassem de expandir a criatividade. Aliás, com o tempo, tornaram-se cada vez melhores. Em Sinais do Sim essa expansão chega a um patamar renovador com a presença de Mario Caldato Jr. na produção do disco. Sua experiência e qualidade atestada em dezenas de trabalhos ao longo de mais de três décadas ao redor do mundo, com os mais diversos gêneros, faz dele o parceiro perfeito para uma banda que sabe exatamente o que quer e, principalmente, que sempre arrisca um passo além.

Trabalhar entre a experiência do tempo e o frisson do risco é uma das marcas do disco. Em muitas das faixas, as letras e a pressão do som – pressão, aliás, é uma palavra fundamental ao se ouvir Sinais do Sim – sinalizam uma abertura madura para o novo enquanto horizonte de vida. São 11 canções que nos dão a justa medida entre a experiência da dor e a renovação da esperança. Somos convocados a entender que o sonho é uma saída potente em tempos de medo. O novo, nesse caso, é seguir em frente, fazendo da fragilidade de cada um de nós a força para insistir. Já na capa, a escultura de Barrão nos mostra o quanto de força e leveza se exige para atravessarmos nossas longas estradas.

Na primeira música, Sinais do Sim, somos contagiados por essa positividade realista. “Se deixe levar por mim”, convoca Herbert, constatando algo que, se pode soar óbvio, ainda é fundamental lembrar: já chegamos até aqui. E se tem uma banda que pode dizer com afeto e certeza algo assim, são Os Paralamas. Esta é a única música em que apenas os três tocam. Uma abertura que confirma o compromisso de amigos com os sins maduros da vida.

A faixa seguinte, Itaquaquecetuba, traz a formação que se tornou a marca da banda nos anos 1990 e deu identidade única ao seu som. Com os metais de Bidu Cordeiro (trombone) e Monteiro Jr. (saxofone) e os teclados de João Fera temos o time completo que faz a letra de Herbert saltar do jogo de sílabas peculiares de cidades brasileiras para um swing irresistível e pulsante no ir e vir das métricas e divisões.

Medo do Medo, por sua vez, já surge como um hino contemporâneo. Profecia transatlântica – a música de 2007 é da rapper portuguesa Capicua – temos um diagnóstico afiado do tempo em que Os Paralamas vivem e cantam. Mais uma vez, em meio à escuridão do futuro, a banda cria uma faixa poderosa para acender a luz no fim do túnel. Sua longa lista de medos ancestrais e mundiais ganha intensidade com a escalada de volume dos instrumentos. Os efeitos de Kassin dão a atmosfera claustrofóbica de uma canção que nos faz respirar fundo para mergulhar em uma necessária potência propulsora. Para perdermos nossos medos, precisamos conhecer cada um deles.

A partir de Não posso mais, música de Nando Reis, a abertura intensa com sonhos, mapas e medos dá lugar ao amor em suas múltiplas dinâmicas que a banda sempre soube explorar. Ainda assim, estamos em um disco que não deixa o ouvinte piscar. Sinais do Sim é um trabalho que nos prende do começo ao fim em seu fio de experiências, relatos, vidas.

Teu olhar e Contraste, quinta e sexta faixas do disco respectivamente, seguem o fluxo romântico da canção anterior, porém, como diz uma das letras, “longe dos clichês”. São bem diferentes em suas propostas, mas apontam as desmedidas da paixão – uma outra forma de sonharmos futuros? A primeira, é marcada pela presença dos violoncelos de Duo Santoro (Paulo e Ricardo) em diálogo com os teclados de João Fera. Já na segunda, temos a percussão de Pupillo, baterista da Nação Zumbi. A faixa mostra com maestria como Os Paralamas permanecem contemporâneos. Sua qualidade pop é imediata e em poucas audições já é preciso cantá-la com eles.

Cuando passe el temblor, de Gustavo Cerrati, reforça o longo laço dos Paralamas com o rock latino-americano e, particularmente, com a banda-irmã Soda Stereo. Já Corredor, com seu clima de blues em beira de estrada (os teclados de Maurício Barros e a guitarra de Herbert confirmam a atmosfera de bar), e Blow the Wind, são duas músicas que seguem a linha ascendente do disco em suas sonoridades redondas. São músicos que exploram suas melhores habilidades e tornam palpável o prazer que sentimos ali, em qualquer língua.

Olha a gente aí, décima música, aponta a reta final em celebração. A faixa nos joga pra cima desde o primeiro acorde. Novamente, temos os sonhos, a vontade de respirar e a busca da renovação, temas sugeridos por citações do poema Ó sino da Minha Aldeia, escrito por Fernando Pessoa em 1913. Herbert consegue articular os versos do poeta com os seus, criando uma rara presença da tradição moderna em meio à divisão do rock.

Para encerrar esse disco conciso, certeiro e potente, Sempre assim oferece o relaxamento jamaicano (uma das marcas da banda) para o descanso do ouvinte após a travessia de guitarras, efeitos e acordes firmes de rock setentista. Ainda aqui, na décima-primeira faixa, eles permanecem pregando o sonho. Um sinal que deve ser valorizado em um período com poucas aberturas para isso. O jogo entre esperança e resignação, renovação e maturidade, faz com que terminemos o disco convencidos de que, 35 anos depois, Os Paralamas emitem os fundamentais sinais do sim para o Brasil e o mundo. Um disco que, em muitos aspectos, é a síntese de todos os seus trabalhos anteriores. Mais uma vez, eles mostram o que pouquíssimas bandas podem dizer em alto e bom som: olha a gente aí!


Clique na imagem abaixo para ver o clipe de Sinais do Sim:
clipe sinais do sim


SERVIÇO
OS PARALAMAS DO SUCESSO COM O SHOW SINAIS DO SIM
Dia 24 de novembro
Sexta-feira, às 21h
Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, 685)

INGRESSOS:
Setor
Inteira
Meia-Entrada
Plateia Alta LateralR$ 80,00R$ 40,00
Plateia Baixa LateralR$ 100,00R$ 50,00
Plateia Alta CentralR$ 140,00R$ 70,00
Plateia Baixa CentralR$ 160,00R$ 80,00
Plateia GOLDR$ 200,00R$ 100,00

- 10% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS.


* Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo dos pais não pagam

**Descontos não cumulativos a demais promoções e/ ou descontos;

*** Pontos de vendas sujeito à taxa de conveniência;

**** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso ao auditório;

***** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:

- IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br  

- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.

- JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

- APOSENTADOS E/OU PENSIONISTAS DO INSS (que recebem até três salários mínimos) mediante apresentação de documento fornecido pela Federação dos Aposentados e Pensionistas do RS ou outras Associações de Classe devidamente registradas ou filiadas. Válido somente para espetáculos no Teatro do Bourbon Country e Auditório Araújo Vianna.

- DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. São considerados doadores regulares a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.

******Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de conveniência):
Ingresso Rápido
Horário: De segunda a sábado, das 11h às 19h; feriados, das 12h às 18h.
Informações: sac@ingressorapido.com.br

Bilheteria do Teatro do Bourbon Country
Local: Avenida Túlio de Rose, 80 / 301 - Porto Alegre, RS.
Horário: De segunda a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 14h às 20h.

Hugo Barber Club
De segunda a sábado, das 10h às 18h. 
*Pagamento apenas com cartão

Bilheteria do Teatro Feevale
Local: ERS-239, 2.755, Novo Hamburgo, RS.
Horário: De segunda a sexta-feira, das 9h às 21h; sábados, das 9h às 13h
Informações: (51) 3271-1200

Bourbon Shopping Novo Hamburgo - Quiosque Teatro Feevale
Local: Avenida das Nações Unidas, 2001 / Piso 2 - Novo Hamburgo, RS.
Horário: De segunda a sábado, das 13h às 20h.
*Pagamento apenas com cartão

Agencia Brocker Turismo
Horário: De segunda a sábado, das 9h às 18h30min; feriados das 10h às 15h.
Informações: (54) 3286-5405

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de conveniência):
No local: somente na data da apresentação, a partir das 16h.

Continue Lendo...